Turista A� torturada e estuprada por traficantes por causa de amiga

0 45

199485_ext_arquivoTinha tudo para ser a viagem dos sonhos, mas a pernambucana Nayara de Melo, 22 anos, nA?o esperava que tudo se transformasse em um pesadelo. A jovem conheceu a baiana Ingrid Leal Mendes, 22, pelas redes sociais e resolveu vir passear em Salvador no mA?s de abril. Ela sA? nA?o imaginou que a nova amiga fosse envolvida em uma vida criminosa e que jA? tivesse se relacionado com traficantes rivais.

Assim que chegou em Salvador, Nayara foi recebida por Ingrid e foram para um bar no municA�pio de Lauro de Freitas, na regiA?o metropolitana de Salvador. LA?, as duas foram abordadas por trA?s homens, entre eles, um adolescente, e levadas para uma outra localidade na cidade.

No meio do matagal, as duas foram estupradas, agredidas, baleadas em diversas partes do corpo e queimadas com cigarro. Ingrid morreu no local, jA? Nayara, que teve um corte profundo no pescoA�o, conseguiu escapar.

a�� Vai ser impossA�vel esquecer. Ainda que passe todos os anos, toda a minha vida, vou ter cicatrizes que vA?o lembrar o que aconteceu.

Emocionada, Nayara falou que mesmo nA?o conhecendo muito bem a amiga, ela nA?o merecia ter morrido de forma tA?o bA?rbara.

a�� NA?o consigo entender como um ser humano, que tem a oportunidade de respirar, de ter a vida, consegue chegar A� tamanha brutalidade

ApA?s cometer o crime barbado, os acusados foram presos: RomA?rio Santana da Silva, que estava escondido na casa dos avA?s, foi preso no dia 26 de maio na localidade conhecida como A?gua Fria, em RiachA?o do JacuA�pe, interior da Bahia. JA? Jeferson Jesus Carvalho foi preso no dia 8 de junho, no bairro de PortA?o, em Lauro de Freitas. O crime teria sido cometido a mando de um presidiA?rio

ApA?s 15 dias em coma e cinco meses internada em uma unidade hospitalar na capital baiana, Nayara teve alta mA�dica no dia do seu aniversA?rio e deixou um recado para os jovens.

a�� ObedeA�a as suas mA?es, escute as suas mA?es. Eu sei que mA?e sempre briga, tem aqueles momentos que a gente quer bater de frente, que ela estA? errada, que A� chata, mas elasA�realmente sabem o que estA? acontecendo. E tambA�m nA?o conhecer pessoas em redes sociais, nA?o criar vA�nculos de amizades em redes sociais.

Fonte: Tribuna Hoje

Comentários
Loading...