Tesouro Perdido: imóvel na Graça estava a disposição de Geddel, aponta juiz; PF buscava documentos

Operação autorizada pelo juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara Federal, no Distrito Federal, está vinculada a processos que investigam Geddel, Cunha, Funaro e Cleto

0 98

A Polícia Federal só conseguiu chegar ao depósito de dinheiro que seria ligado ao ex-ministro baiano Geddel Vieira Lima, em Salvador, após um telefonema. No despacho do juiz federal Vallisney de Oliveira, que autorizou as buscas, consta o exato endereço onde as caixas e malas de reais foram encontradas: Rua Barão de Loreto, Edifício Residencial José da Silva Azi, no bairro da Graça.

A denúncia dava uma dica de que o imóvel é pertencente a Sílvio Silveira, mas estava cedido a Geddel para “guardar caixas com documentos”.

O juiz entendeu, com base nos relatórios da Polícia Federal, que “há razões de que no supracitado imóvel existam elementos probatórios da prática de crimes relacionados na manipulação de créditos e recursos realizadas na Caixa Econômica Federal”.

Um trecho do despacho, que segue abaixo, foi divulgado pelo site O Antagonista:

Notícia relacionada:

PF descobre ‘depósito’ de dinheiro em endereço ligado a Geddel

Comentários
Loading...