Portal de Notícias de Lauro de Freitas e Região Metropolitana de Salvador Burburinho News

Sindicato dos médicos quer acionar Estado por cartaz considerado ofensivo em hospital

0 5
Governo do Estado

RTEmagicC_aviso_atendimento_ernesto_simoes.jpgO Sindicato dos Médicos do Estado da Bahia (Sindimed) pretende entrar com uma ação civil pública contra a Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) devido a colocação de uma placa no Hospital Geral Ernesto Simões que pede que médicos e enfermeiros tratem os pacientes como se fossem seus familiares.

A placa, que fica visível ao público, tem a seguinte frase: “A diretoria deste hospital recomenda aos médicos, enfermeiros e funcionários que atendam às pessoas como gostariam que seus familiares fossem atendidos”. Em nota, o Sindimed repudiou a instalação da placa, afirmando que ela “ofende a imagem dos médicos e demais profissionais de saúde no Hospital Geral Ernesto Simões Filho”.

“Essa placa, de certa forma, tenta colocar a população contra os profissionais de saúde. O conteúdo atribui a situação dos atendimentos como se fosse má vontade do profissional, mas, na verdade, isso acontece pelas condições de trabalho que são proporcionadas”, afirma Luiz Américo Câmara, vice-presidente do Sindimed.

De acordo com Câmara, a placa pode estimular que algumas pessoas, alteradas devido a situação de parentes ou amigos internados, pode acreditar que a situação é culpa dos profissionais de saúde. “Já temos histórico de agressões físicas e verbais aos profissionais de saúde”, conta o vice-presidente do Sindimed.

Após nota de repúdio publicada pelos médicos e enfermeiros da unidade de saúde e pelo próprio Sindimed, a placa foi retirada. Entretanto, de acordo com Câmara, o sindicato ainda pretende entrar com uma ação contra o Estado. “Mesmo assim encaminhamos uma solicitação ao Juridíco para avaliar a situação e as medidas cabíveis, caso haja”, explica Câmara.

Procurada, a Sesab, através de sua assessoria, informou que a pasta não vai se pronunciar sobre o caso.

Fonte: Correio 24 horas

Comentários
Loading...