Rivais são detidos após tiroteio que matou jovem de 18 anos

0 17
Da esquerda para a direita: Rodrigo, Edson e André (Foto: Adilton Venegeroles | Ag. A TARDE
Da esquerda para a direita: Rodrigo, Edson e André (Foto: Adilton Venegeroles | Ag. A TARDE

Os rivais Rodrigo Lima, de 34 anos, o Naia, e os irmãos Edson, 29, e André Luis da Rocha Silva, 27, o Deca, foram apresentados à imprensa, na tarde de terça-feira, 1º, pelo delegado Joelson Reis, titular da 23ª Delegacia (Lauro de Freitas, Grande Salvador).

Ele são suspeitos de participar do tiroteio que resultou na morte da estudante Daniele Rebeca Magalhães, 18, na noite do último dia 22, na Vila Praiana. O noivo da jovem, Lucas da Silva Santos, 22, ficou ferido na ação.

Naia foi preso por PMs quinta-feira, na Vila Praiana, com 500 g de maconha. Os irmãos foram detidos por investigadores sexta-feira, em Conceição do Coité (a 210 km da capital), na casa da avó. Com eles, foram encontrados o revólver 38 usado no crime e maconha.

“Edson foi atrás de Naia ao saber que ele estava amedrontando a comunidade. Edson saiu de carro com outro homem e Naia estava na garupa de uma moto. Lucas e a moça vinham em sentido contrário e foram atingidos”, diz o delegado.

Edson foi baleado na boca e no ombro. No Hospital Menandro de Farias, disse que foi uma “bala perdida”. Conforme o delegado, a suspeita é que o tiro que atingiu Daniele foi de Edson. “Mas só a perícia poderá confirmar”.

A pistola 380 usada por Naia no tiroteio ainda não foi achada. Ele foi autuado em flagrante por tráfico de drogas. Edson e Deco, por porte ilegal de arma, tráfico e associação para o crime. Prisões preventivas dos três pela morte de Daniele foram pedidas à Justiça.

Fonte: Atarde

Comentários
Loading...