Planalto suspeita que Lula A� foco da Lava Jato apA?s prisA?o de Bumlai

0 18
Foto: Heinrich Aikawa/ Instituto Lula
Foto: Heinrich Aikawa/ Instituto Lula

A prisA?o de JosA� Carlos Bumlai, na manhA? desta terA�a-feira, 24, na 21A? fase da OperaA�A?o Lava Jato, abriu mais um flanco de preocupaA�A?o no PalA?cio do Planalto. O governo estA? convencido de que o foco destas investigaA�A�es A� chegar ao ex-presidente Luiz InA?cio Lula da Silva e a grande preocupaA�A?o A� de que todo esse processo possa respingar de alguma forma na presidente Dilma Rousseff.

Nos diversos e frequentes encontros de Dilma e Lula, o ex-presidente sempre reclama da perseguiA�A?o que estA? sofrendo e se queixa do que classifica como falta de controle do ministro da JustiA�a, Jose Eduardo Cardozo, sobre a PolA�cia Federal.

A presidente Dilma e seus auxiliares, por sua vez, nA?o se cansam de repetir que nA?o hA? o que fazer, jA? que as investigaA�A�es nA?o estA?o mesmo sob seu controle. Frisam que nem poderiam estar e nA?o teriam porque estar.A�Os ataques a Lula, de alguma forma, acabam trazendo consequA?ncias para o governo Dilma, jA? que ela A� sua sucessora e ele tem inegA?vel influA?ncia sobre o Planalto. Mas todos sabem que o um golpe direto em Lula significarA? que o projeto polA�tico do PT estarA? seriamente comprometido.

JosA� Carlos Bumlai A� amigo pessoal de Lula e virou o foco da investigaA�A?o nesta fase em que se avalia emprA�stimos concedidos ao PT.A�A preocupaA�A?o A� que este fato vem em um momento em que o Planalto achava que poderia respirar um pouco, com as atenA�A�es do Congresso se voltando principalmente para o processo na ComissA?o de A�tica contra o presidente da CA?mara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

No entanto, Cunha, que havia refluA�do um pouco nas ameaA�as de colocar o processo de impeachment da presidente em pauta, uma vez acuado, voltou a dar sinais de que poderA? levar adiante as ameaA�as contra o governo Dilma – justamente no momento em que o Planalto luta para aprovar as A?ltimas medidas do ajuste para tentar amenizar o resultado das contas pA?blicas em 2016.

Comentários
Loading...