Novas regras para rotativo do cartA?o de crA�dito valem a partir desta segunda (3)

28

A medida consta da reforma microeconA?mica anunciada pelo governo no fim do ano passado

 

A partir deste mA?s, os consumidores que nA?o conseguirem pagar integralmente a tarifa do cartA?o de crA�dito sA? poderA?o ficar no crA�dito rotativo por 30 dias. A nova regra, fixada pelo Conselho MonetA?rio Nacional (CMN) em janeiro, entrarA? em vigor amanhA? (3).

A medida consta da reforma microeconA?mica anunciada pelo governo no fim do ano passado. Os bancos tiveram pouco mais de dois meses para se adaptarem A� nova regra, que obrigou as instituiA�A�es financeiras a transferirem para o crA�dito parcelado, que cobra taxas menores, os clientes que nA?o conseguirem quitar o rotativo do cartA?o de crA�dito nos primeiros 30 dias.

Durante esse perA�odo de quase dois meses, os bancos definiram as novas taxas para o crA�dito parcelado. De acordo com a AssociaA�A?o Nacional dos Executivos de FinanA�as, AdministraA�A?o e Contabilidade (Anefac), a medida tem o potencial de reduzir pela metade os gastos com juros em 12 meses.

O consumidor que nA?o conseguir pagar integralmente a tarifa do cartA?o de crA�dito somente poderA? ficar no rotativo por 30 dias (Foto: Arquivo CORREIO)

Impacto
No entanto, o diretor econA?mico da entidade, Miguel de Oliveira, diz que o impacto das medidas sobre os juros sA? serA? conhecido nos prA?ximos meses.

a�?Em primeiro lugar, muitos bancos fixaram taxas bem elA?sticas, que podem chegar de 1,99% a 10% ao mA?s, dependendo da instituiA�A?o financeira e do histA?rico [capacidade de pagamento] do consumidor. EntA?o, fica difA�cil saber qual serA? o efeito efetivo, porque cada consumidor tem uma taxa personalizada, e a gente precisa ver quem nA?o conseguirA? pagar a fatura integrala�?, acrescentou Oliveira.

Em fevereiro, apA?s o anA?ncio da nova regra, a taxa mA�dia do crA�dito rotativo subiu de 15,12% para 15,16% ao mA?s, conforme pesquisa mensal da Anefac. A taxa mA�dia do crA�dito parcelado foi na contramA?o e caiu de 8,34% para 8,30% ao mA?s. Segundo Miguel de Oliveira, os juros do cartA?o sA? deverA?o sofrer influA?ncia das novas regras a partir de maio.

a�?Como a nova regra limita em 30 dias o prazo do rotativo, o consumidor que nA?o conseguir pagar a fatura de marA�o vai cair no rotativo em abril e sA? passarA? para o crA�dito parcelado em maio. SA? lA?, nossos levantamentos comeA�arA?o a refletir os efeitos da mudanA�aa�?, esclareceu Oliveira.

DA�vida multiplicada
Com base em dados mais recentes da Anefac, de fevereiro, a taxa mA�dia de 15,16% ao mA?s no crA�dito rotativo equivale a 444,03% ao ano. Ao fim de trA?s meses, uma dA�vida de R$ 1 mil na fatura do cartA?o subiria para R$ 1.527,23. Ao fim de 12 meses, equivaleria a R$ 5.440,26.

Com a nova regra, pela qual a taxa mais alta a�� de 15,16% ao mA?s a�� incidirA? nos primeiros 30 dias e a taxa de 8,3% ao mA?s incide nos meses restantes, a dA�vida aumenta para R$ 1.350,70 em trA?s meses e para R$ 2.768,31 em 12 meses. A diferenA�a chega a 11,6% em 90 dias e a 49,1% em um ano.

O cA?lculo, no entanto, leva em conta as taxas mA�dias de juros. A economia efetiva pode variar porque os bancos personalizam as taxas para cada consumidor no rotativo e no crA�dito parcelado. Os juros finais tambA�m variam em funA�A?o do histA?rico e da capacidade de pagamento do cliente.

Fonte: Correio

Comentários
Loading...