Mulher de traficante morto em Vilas do Atlântico gastou R$ 35 mil em compras no shopping

Beto liderava quadrilha no Bairro da Paz que movimentava R$ 2,5 mi por mês

0 803

R$ 2,5 milhões por mês. Era essa a quantidade de dinheiro que a quadrilha chefiada por Roberto dos Santos, 36 anos, movimentava através do tráfico de drogas no Bairro da Paz, em Salvador. No início da manhã desta quarta-feira (5), Beto, como o bandido era conhecido, foi morto em uma operação conjunta das polícias Civil e Militar num condomínio de luxo em Vilas do Atlântico, área nobre de Lauro de Freitas, Região Metropolitana de Salvador.

resultado da operação Guerra e Paz, que terminou com 14 suspeitos presos – incluindo a viúva de Beto, Jucileide Pereira Vieira, 29, que chegou a fazer R$ 35 mil em compras num shopping – e outros quatro mortos, foi apresentado horas depois da ação policial, na sede da Coordenação de Operações Especiais (COE) da Polícia Civil.

Jucileide Pereira Vieira, conhecida como Neide, viúva do traficante Beto (Foto: Evandro Veiga/CORREIO)

Deflagrada após mais de um ano e meio de investigações, a operação contou com 400 policiais e conseguiu desarticular o bando que atuava no Bairro da Paz há mais de 5 anos.

Segundo o diretor do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), Marcelo Sansão, Beto e outros três gerentes do chefão foram mortos em confronto com os policiais.

Na operação, a polícia contou com o auxílio de cães farejadores para apreender 50 kg de droga, maconha e crack, que seriam comercializadas, além de R$ 17 mil em espécie.

Mulher de traficante morto em Vilas gastou R$ 35 mil em compras no shopping

Mulher de traficante morto em Vilas do Atlântico gastou R$ 35 mil em compras no shopping https://glo.bo/2QiNIWJBeto liderava quadrilha no Bairro da Paz que movimentava R$ 2,5 milhões por mês. Ele também atuava como 'juiz', decidindo quem estava até em brigas de casal ou ordenando a morte de moradores, segundo a polícia.

Posted by Jornal Correio on Wednesday, December 5, 2018

Beto foi morto no condomínio de luxo Intervillas. Alvo principal da ação, ele estava acompanhado, além da esposa, de três filhos, todas menores de 12 anos, quando a Polícia chegou até a residência.

No momento em que as equipes da COE chegaram, Beto correu para um dos cômodos e reagiu atirando, conforme a polícia.

Ele ainda foi socorrido e encaminhado para o Hospital Geral Menandro de Faria, mas não resistiu. As crianças foram encaminhadas para a tutela da avó, que mora no Bairro da Paz.

Traficante e ‘juiz’
Além de comandar o tráfico, Beto era responsável por controlar a vida dos moradores do Bairro da Paz, chegando a decidir quem era certo ou errado em brigas de casal e até condenando à morte os moradores que incomodavam a quadrilha pelos motivos mais variados possíveis: desde desentendimento com algum membro da facção até por conta de denúncias feitas à polícia.

Fonte: *Correio

 

Comentários
Loading...