Mancini admite dA?vida na lateral direita e indica que deve explorar bola parada

0 22
Foto: Thiago Pereira
Foto: Thiago Pereira

O VitA?ria estA? quase definido para o clA?ssico Ba-Vi deste sA?bado. ApA?s uma semana de treinamentos e testes realizados pelo tA�cnico Vagner Mancini, hA? poucas dA?vidas sobre a escalaA�A?o que serA? usada na Arena Fonte Nova. A principal delas estA? na lateral direita a�� e nA?o sA? para o torcedor.

Nesta sexta-feira, apA?s o treinamento realizado no BarradA?o, o tA�cnico Vagner Mancini admitiu que nem ele sabe quem serA? o titular da ala. Com Diogo Mateus de volta apA?s recuperaA�A?o de lesA?o, o treinador ainda avalia se vai manter Diego Renan na direita e Euller na esquerda ou se promove o retorno de Mateus.

– Tenho a dA?vida ainda. Ao longo da semana, fiz as alteraA�A�es. A dA?vida ainda persiste. Quero, daqui atA� o jogo, dar uma estudada boa no time do Bahia. Em funA�A?o da inatividade do Diogo e a boa sequA?ncia do Euller… Por isso a dA?vida – disse.

Uma das principais falhas apontadas no Bahia sA?o os lances de bola parada. Constantemente, a equipe e o treinador tA?m sido cobrados pela torcida devido a gols levados a partir de jogadas desse tipo. Ciente disso, Mancini procura nA?o dar importA?ncia exagerada A� suposta deficiA?ncia do Tricolor, mas dA? indA�cios de que nA?o vai evitar explorar os lances durante o clA?ssico deste sA?bado.

– Uma deficiA?ncia de uma equipe nA?o quer dizer que vai ser acentuada na partida seguinte. A�bvio que todas as equipes tA?m deficiA?ncias. NA?s temos que explorar ao mA?ximo aquilo que A� nosso forte e seria fraqueza do adversA?rio. Na fase final do campeonato, a tendA?ncia A� que saia mais gols de bola parada. Por isso que a gente tem que dar uma A?nfase nisso. E mostrar nos vA�deos tambA�m, porque isso passa uma seguranA�a no atleta – declarou.

Mancini ainda tratou sobre a semana de treinamentos do Rubro-Negro baiano. Com a semana livre para trabalhos, o VitA?ria fechou dois dias de atividades: terA�a e quinta-feira. Segundo Mancini, o objetivo dos treinos nA?o era encontrar um a�?antA�dotoa�? para o Tricolor. Ainda assim, o tA�cnico pede defesa atenta e encaixada para segurar os homens de frente do adversA?rio.

– NA?o sA? olhei para o Bahia, como para o VitA?ria, para dar o antA�doto para o VitA?ria dar dentro de campo. Roger e Kieza jA? foram meus atletas, sA?o atletas diferenciados. A gente nA?o sabe ainda se eles vA?o ter o Maxi ou nA?o. SA?o atletas que levam perigo sempre. Por isso, meu sistema defensivo terA? que estar encaixado – analisou.

Fonte: G1

Comentários
Loading...