Lula lembra perseguição a Jesus e pede à militância que não tema ‘valentões’

0 163

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva emitiu sua mensagem de Natal, por meio de uma carta lida pelo ex-prefeito de São Bernardo do Campo, Luiz Marinho (PT-SP), durante vigília realizada nesta segunda-feira (24), em frente à sede da Polícia Federal, em Curitiba, onde o líder petista está preso desde abril. “O Natal é a época do ano em que lembramos com mais força da vinda de Jesus, dos ideais de solidariedade e bondade cristãos. Nos aproximamos da família e dos amigos, celebramos juntos, nos abraçamos e reunimos força para o ano seguinte”, diz a mensagem de Lula, que destacou o fato de este ano não poder estar junto aos familiares e agradeceu à militância que o acompanha de perto. “Mas não estou sozinho. Estou com vocês da vigília, que tem sido minha família, e com todos aqueles que vieram passar esse Natal junto de vocês. Quero agradecer a companhia que tem me feito a cada dia, todo o dia, durante essa provação, no frio do inverno do Paraná ou no calor que tem feito esses dias”, escreveu o ex-presidente.

“Sigamos fortes. O ódio pode estar na moda, mas não temam nem se impressionem com essas pessoas posando de valentões”, garantiu o petista, em referência aos apoiadores e ao próprio presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL). “O tempo deles vai passar e a verdadeira mensagem de Jesus, um marceneiro que foi perseguido pelos vendilhões do templo, pelos soldados e pelos promotores dos poderosos, vai continuar a ecoar em cada Natal: uma mensagem de amor, fraternidade e esperança. A luta por um mundo melhor continua”, concluiu.

Comentários
Loading...