Lauro de Freitas: SecretA?ria pode ser investigada por compra de diploma de mA�rito com recurso pA?blico

PolA�ticos de todo o paA�s sA?o suspeitos de usarem recursos pA?blicos para conquistar as premiaA�A�es

0 1.220

A secretA?ria de aA�A?o social da gestA?o da prefeita Moema Gramacho (PT) de Lauro de Freitas, Huldaci Santana, recebeu no A?ltimo dia 15 de junho um diploma de mA�rito de a�?secretaria mais atuante em Lauro de Freitasa��, concedido pelo Instituto Tiradentes, de Minas Gerais. De acordo com o MinistA�rio PA?blico do Rio Grande do Sul, o Instituto A� investigado por realizar comA�rcio de diplomas de mA�rito para vereadores, prefeitos e secretA?rios municipais. A matA�ria foi transmitida pelo FantA?stico neste domingo (5).

Foto: ReproduA�A?o

PolA�ticos de todo o paA�s sA?o suspeitos de usarem recursos pA?blicos para conquistar as premiaA�A�es, tanto pela UniA?o Brasileira de DivulgaA�A?o, conhecida como UBD, de Pernambuco, como do Instituto Tiradentes, de Minas Gerais. Juntas, as duas instituiA�A�es promovem atA� 20 premiaA�A�es por ano.

Foto: ReproduA�A?o

Para mostrar a falta de critA�rios na hora de conceder esse tipo de premiaA�A?o, a reportagem conseguiu negociar a compra de um diploma para um jumento a�� o jumento Precioso. Para mostrar como a UDB vende prA?mios, o repA?rter da RBS TV mandou uma mensagem para o celular da empresa.

Quando comeA�a a conversa, o repA?rter se apresenta como assessor de prefeituras gaA?chas. Em pouco tempo, fecha a compra da premiaA�A?o do “prefeito Precioso” por R$ 1.480. Na vA�spera do evento da UBD em Recife, a reportagem entrega o dinheiro ao dono da empresa, Fernando Vieira da Cunha, e recebe a medalha e o diploma.

O Precioso A� um “gestor nota 10”, classificado na pesquisa nacional de utilidade pA?blica entre os a�?100 melhores prefeitos do Brasila�?. A reportagem entA?o apresentou o Precioso ao Fernando:

RepA?rter: O senhor emitiu um diploma em nome de um jumento, o jumento Precioso, bem na sua frente.
Fernando: Sim, sim. E o que A� que tem?
RepA?rter: Mas, um jumento pode ser prefeito?
Fernando: Mas vocA? nA?o mandou imprimir?
RepA?rter: Mas, um jumento pode ser prefeito?
Fernando: Pode, pode.

Nos eventos, os polA�ticos recebem diploma de “vereador mais atuante” ou “prefeito mais atuante”. A maioria dos participantes desse tipo de evento usa dinheiro pA?blico para pagar pelas inscriA�A�es e tambA�m gasta diA?rias pagas pela prefeitura ou pela CA?mara para ir nas cerimA?nias. Fernando admite que o seminA?rio usado como pretexto para entregar a premiaA�A?o A� apenas para disfarA�ar.

Fernando: Teve cliente que me pagou quase 5 mil, pA?. Ele quis seis diA?rias. AA�, eu incluA� na inscriA�A?o.
RepA?rter: Mas a prefeitura paga?
Fernando: Paga.

Um levantamento do Tribunal de Contas do Rio Grande do Sul mostra que sA? no estado o Instituto Tiradentes faturou R$ 116 mil em 2016 e 2017, com trA?s eventos. O Instituto atA� promove seminA?rios juntamente com a entrega dos prA?mios. Mas, o MinistA�rio PA?blico do Rio Grande do Sul acha que os seminA?rios sA?o apenas uma desculpa.

“A� uma maneira de vender melhor o encontro, de maquiar, na verdade, a falcatrua que se esconde por trA?s e o conluio existente entre a empresa e o agente pA?blico. Esses eventos visam claramente A� promoA�A?o pessoal do gestor, do agente pA?blico e, de outro lado, o lucro das empresas. Nenhuma finalidade pA?blica”, declarou o procurador-geral de JustiA�a do Rio Grande do Sul, Fabiano Dallazen.

O MinistA�rio PA?blico jA? denunciou dois polA�ticos gaA?chos pelo uso de dinheiro pA?blico para pagar a inscriA�A?o nos eventos promovidos por uma terceira empresa. SA?o eles Rafael Malmann, atual prefeito de Estrela, e o ex-prefeito de Mostardas Alexandre Galdino, ambos do MDB.

Com informaA�A�es do G1

Comentários
Loading...