Jorginho, Levir Culpi e CristA?vA?o Borges sA?o os mais cotados para assumir o Bahia

0 74

Diretoria tricolor tem pressa para anunciar o substituto de Guto Ferreira

Com a reapresentaA�A?o marcada para a tarde desta quarta-feira (31), a atividade do Bahia serA? comandada pelo auxiliar do clube, Preto Casagrande, que assume o time interinamente. A direA�A?o, no entanto, tem pressa para definir o nome do novo treinador, que tem grandes chances de jA? estrear no comando da equipe na prA?xima segunda-feira (5), diante do AtlA�tico Goianiense, A�s 20h, na Fonte Nova. TrA?s nomes estA?o cotados para assumir o cargo deixado por Guto Ferreira.

Jorginho A� o nome mais forte no momento para assumir o tricolor (Foto: Juan Mabromata / AFP)

O primeiro deles e de maior forA�a no momento A� o de Jorginho, 52 anos, que foi auxiliar de Dunga na Copa do Mundo de 2010 e treinou GoiA?s, Figueirense, Ponte Preta, Flamengo e Vasco, alA�m do Kashima Antlers, no JapA?o e Al Wasl, no Emirados A?rabes. Como jogador, ele foi tetracampeA?o mundial com a SeleA�A?o Brasileira na Copa de 1994, nos Estados Unidos.

A�Na seu A?ltimo trabalho, pelo Vasco, foi rebaixado em 2015, apesar de ter feito uma boa campanha de recuperaA�A?o na SA�rie A, mas conquistou o acesso no ano seguinte, em 2016, junto com o Bahia, alA�m de ter ficado com o tA�tulo carioca no ano passado.

A outra opA�A?o A� o experiente Levir Culpi, 64 anos, que A� um desejo antigo da diretoria tricolor. Ano passado, antes mesmo de anunciar Doriva para iniciar 2016, o tricolor fez proposta pelo ex-tA�cnico do AtlA�tico Mineiro, que recusou. CampeA?o da Copa do Brasil e Recopa Sul-Americana pelo Galo em 2014, Levir assumiu o Fluminense em marA�o do ano passado e conquistou o tA�tulo da Primeira Liga, mas acabou demitido na 34A? rodada da SA�rie A, apA?s derrota por 4×2 para o Cruzeiro.

O baiano CristA?vA?o Borges, de 57 anos, A� o nome que corre por fora. TA�cnico do Bahia em 2013, sendo um dos responsA?veis por evitar o rebaixamento do clube naquele ano conturbado com intervenA�A?o presidencial, ele nA?o vive um bom momento profissional. Quando deixou o Bahia, fez um trabalho de regular para bom no Fluminense em 2014, terminando a SA�rie A na sexta posiA�A?o.
Depois disso, passou por Flamengo, AtlA�tico Paranaense, Corinthians e Vasco da Gama, ainda este ano, mas deixou o clube carioca apA?s a eliminaA�A?o precoce na terceira fase da Copa do Brasil para o VitA?ria.

Em entrevista ao programa Os Donos da Bola, Marcelo Santa��Ana falou sobre a procura por novos treinadores e garantiu: a�?NA?s nA?o vamos procurar treinadores que estejam empregadosa�?. Vale lembrar que ano passado, apA?s a saA�da de Doriva, o Bahia foi buscar Guto Ferreira, que atA� entA?o era tA�cnico da Chapecoense no BrasileirA?o da SA�rie A.

Fonte: Correio24h

Comentários
Loading...