João Leão diz que quer ser ministro e alfineta Neto: ‘Só tem uma fortaleza’

Vice-governador minimizou o fato de seu filho – o deputado federal Cacá Leão (PP) – ter ido para um aniversário do correligionário do prefeito de Salvador

0 155

O vice-governador da Bahia, João Leão (PP), disse, na manhã desta sexta-feira (26), que quer ser ministro dos Transportes, caso o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico e ex-governador Jaques Wagner (PT) seja eleito presidente da República.

“[Se eu fosse ministro], eu ia dar uma arrumada neste Brasil”, salientou, em entrevista ao “Linha de Frente”, do Aratu Online. Questionado se acredita que Wagner deseja ser presidente da República, Leão respondeu com uma pergunta: “Quem não quer?”.

O vice-governador afirmou ainda que recebeu o convite para ser ministro da Saúde do governo do presidente Michel Temer (MDB), mas não quis. “Prefiro ser vice governador da Bahia”, ressaltou.

Leão disse, também, que o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), faz uma “boa administração”, mas não tem aliados fortes para ser candidato ao governo da Bahia. Para ele, Neto é uma “fortaleza” solitária.

“Qual é o problema de Neto? Neto é forte? É. É jovem, é bom candidato, tem feito uma boa administração na prefeitura. Tem seus problemas, como nós temos os nossos. [Mas] ele tem uma pessoa, uma fortaleza do lado dele, que é ele. Quem vai ser o vice? Quem serão os candidatos ao Senado dele?”, indagou, ao reafirmar que o governador Rui Costa (PT) será reeleito no primeiro turno.

O vice do Palácio de Ondina ainda minimizou o fato de seu filho, o deputado federal Cacá Leão (PP), ter ido para um aniversário do correligionário do prefeito ACM Neto. Para ele, isso é fruto dos novos tempos da política.

No tempo de Antônio Carlos Magalhães, isso não aconteceria. Era um de lado e outro do outro lado. Era ódio e não existia amor. Era um dos grandes defeitos do meu amigo [ACM]

Comentários
Loading...