Torcidabahia.com

Assista; As imagens que provam a entrega de propina a Michel Temer e Aécio Neves

0 165

Foram divulgadas as primeiras imagens que revelam a entrega de propina milionária aos homens indicados por Michel Temer e Aécio Neves para receber

O colunista Lauro Jardim, do jornal “O Globo“, divulgou as primeiras imagens (vídeo abaixo) que integram o conjunto da delação da JBS e revelam a entrega de propina aos indicados do presidente Michel Temer (PMDB) e do senador Aécio Neves (PSDB).

As imagens mostram a entrega de R$ 500 mil para o deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR). O deputado é o intermediário do presidente Michel Temer para assuntos do grupo J&F com o governo.

Um dos donos do grupo JBS, Joesley Batista, gravou Temer dando aval para comprar o silêncio de Eduardo Cunha em março. Cunha está preso em Curitiba.

Nesta quinta-feira (18), Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou abertura de inquérito para investigar o presidente.

A entrega para Loures, feita por Ricardo Saud, diretor da JBS, ocorreu em São Paulo. Depois de passar por três endereços em um mesmo encontro (um café em um shopping, um restaurante e uma pizarria), Loures deixa a pizzaria levanda uma mala preta com o dinheiro.

Em outra situação, a Polícia Federal (PF) filmou o primo de Aécio, Frederico Pacheco de Medeiros, recebendo R$ 1,5 milhão de um total de R$ 2 milhões solicitados pelo senador para os donos da JBS.

“Tem que ser um que a gente mata ele antes de fazer delação. Vai ser o Fred com um cara seu. Vamos combinar o Fred com um cara seu porque ele sai de lá e vai no cara. E você vai me dar uma ajuda do caralho”, teria dito Aécio a Joesley.

A irmã de Aécio Neves foi presta nesta quinta-feira (18). Ela é acusada de ser a operadora do esquema de corrupção e propina do irmão.

A primeira entrega ao emissário de Aécio (12/04/2017)

Na primeira delas, em 12 de abril, o primo de Aécio Neves chega à sede da empresa na capital paulista, registra-se na portaria e aguarda ser recebido por Ricardo Saud acomodado em um sofá preto.

Na sequência das imagens, o executivo da JBS aparece e convida Medeiros a entrar em uma sala, onde estava uma mala com 500.000 reais, divididos entre notas de 50 reais. Os dois conversam.

Em seguida, Fred aparece contando o dinheiro. Ele retira um maço, coloca-o em sua bolsa e deixa o restante do valor na mala. Na sequência, os dois aparecem deixando a sede da JBS.

A segunda entrega ao emissário de Aécio (19/04/2017)

A segunda entrega, uma semana depois, em 19 de abril, também aconteceu na sede da empresa de Joesley Batista. Naquele dia, como indicam as fotos publicadas por O Globo, o primo de Aécio Neves chegou à JBS portando uma mochila e é recebido por Ricardo Saud em um almoço em uma sala.

O executivo coloca uma mala com 500.000 reais sobre a mesa, desta vez divididos em notas de 100 reais.

Saud, então, transfere o dinheiro à mochila de Frederico Pacheco de Medeiros. Na sequência, os dois aparecem juntos no estacionamento da empresa. Foi ali mesmo, como mostram as imagens, que o emissário de Aécio Neves entregou o dinheiro a Mendherson Souza Lima, assessor do senador Zezé Perrella (PMDB-MG), aliado do tucano, que seguiu com a propina de carro até Belo Horizonte, em três viagens, acompanhadas pela Polícia Federal.

Os 500.000 reais teriam sido entregues na empresa Tapera Participações Empreendimentos Imobiliários, de Gustavo Perrella, filho de Zezé Perrella.

VÍDEO:

Fonte: O Globo

Comentários

Loading...