Aliados acreditam que prisão de Delcídio pode pressionar saída de Cunha

0 15
Foto: Agência Brasil
Foto: Agência Brasil

Os principais aliados do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), afirmaram nesta quarta-feira (25) que a prisão do líder do governo no Senado, Delcídio do Amaral (PT-MS), pode abrir precedentes para o afastamento do peemedebista do comando da Casa.

Segundo informações do jornal Folha de S. Paulo, a manobra feita pelo presidente na semana passada, que acabou atrasando a apreciação de seu processo de cassação no Conselho de Ética da Câmara, pode servir de argumento para que a Procuradoria-Geral da República (PGR) peça sua saída do cargo.

Cunha admitiu nos bastidores que a manobra foi equivocada e que é necessário um limite de obstrução na tentativa de salvar seu mandato. Os partidos de oposição pretendem usar a prisão de Delcídio para reforçar a representação entregue nesta quarta (25) à PGR e ampliar os argumentos para subsidiar a saída de Cunha. A comparação será feita na audiência dos líderes de partidos de oposição com o procurador-geral, Rodrigo Janot.

Fonte: Bahia Notícias

Comentários
Loading...